25/12/2016 20h11 - Atualizado em 25/12/2016 20h18

Pare de se justificar

Todas as pessoas, ao longo dos anos, passam por momentos de glória, mas também por dores e tristezas. A diferença entre aqueles que alcançam o sucesso e aqueles que fracassam está na forma como enxergam essas experiências.

Na prática, isso significa que as pessoas que conseguem fazer do limão uma gostosa limonada e ressignificar suas experiências negativas têm mais chances de vencer do que aquelas que se posicionam como vítimas e que usam os acontecimentos para justificar suas fraquezas e erros.

Temos livre arbítrio, então devemos nos responsabilizar pelos nossos atos. E, quando sentimos frustração por algo que não deu certo quanto esperávamos, a diferença estará na nossa percepção sobre essa experiência ruim. Tudo está relacionado ao modo como percebemos as coisas.

Como o nome já diz, ressignificar representa dar novo significado aos acontecimentos e buscar algo de positivo mesmo naquilo que parece não ter lado bom. Acredite: tudo o que nos deparamos traz algum tipo de aprendizado e sabedoria sobre nós, sobre os outros e sobre o mundo, e estas experiências podem e devem ser usadas em benefício do nosso crescimento pessoal, profissional e também espiritual.

Quantas vezes alguém disse que você era fraco, incapaz de fazer algo e que nunca iria conseguir realizar seus sonhos? Acredito que muitas vezes, não é mesmo?

Porém, tudo é uma questão de escolha, pois você sempre tem opções. Opção número um: você pode escolher ouvir essas vozes negativas e usá-las como desculpa para desistir de si mesmo; ou, número dois: fazer delas motivação para ousar ir além e provar que você é capaz e merecedor de realizar tudo o que deseja.

O ser humano tem o hábito de se esconder atrás de seus medos ao invés de enfrentá-los. Além disso, costuma se justificar e atribuir seus comportamentos negativos à influência dos outros. A verdade é que se estivermos firmes com o que realmente importa, isto é, estarmos tranquilos em relação a nós mesmos, até as “ofensas” que nos são proferidas, pelos outros ou pelas nossas próprias crenças limitantes, se tornam elogios, nos alimentando de forças para progredir.

 

Texto extraído do livro “21 passos para uma vida extraordinária” de José Roberto Marques, Presidente do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC.